Carência emocional e baixa autoestima

FacebookWhatsApp

Recentemente comecei a refletir sobre a carência emocional que a mulherada anda sentindo por aí. Isso porque uma blogueira que sigo andou me demonstrando este tipo de atitude. Não vou citar o nome dela, mas vou dar uma resumida na história dela, e que me motivou a refletir sobre o assunto.

Ela se casou muito nova, e com 10 anos de relacionamento, sendo destes, 5 de casada, não sei porque cargas d’água, se separou do marido, dizendo que o amor deles se transformou e que não eram mais um casal. Alguns meses depois ela veio contando que estava com um namoro relâmpago de 1 dia, e que tudo acabou, pois o cara tinha mais 2 garotas que levava simultaneamente. Ela desabafou no snapshat e disse que a nuvem negra iria passar, que tinha emagrecido muito por conta dos problemas com o relacionamento, mas que ia aproveitar a vida dali em diante, pois ela já tinha engatado um relacionamento no outro e que ainda não tinha tipo para ficar sozinha.

Bem, eu calculo que isso foi há uns 2 meses, e dai de repente, ela aparece dizendo que está namorando, e que se dane tudo, mandando à merda que fez comentários negativo, que ela é intensa mesmo e estava se jogando de cabeça, que tinha caído um cara de para quedas na vida dela e estas coisas.

carencia2

Apesar de eu ainda me questionar, o porque continuo seguindo essa pessoa, que em nada tem haver comigo, eu ainda acompanho o trabalho dela e sei que vai chegar uma hora que eu não vou mais me interessar nas atualizações dela, mas por hora, eu ainda a sigo.

Não sou ninguém pra julgar os outros, e acho mesmo que cada um deve fazer o que quiser de sua vida, como dizia minha vó, “sua alma, sua palma”,  como diz meu pai, “o que é  de gosto, é regalo da vida”, e como diz minha mãe, “quem não tem cabeça, o corpo padece”. Ou seja, cada um tem o que quer, o que busca, o que merce e não pode reclamar depois ok? Temos que ter em mente que são apenas as nossas escolhas que nos fazem desfrutar da alegria, ou da tristeza, do sucesso ou do fracasso! Entendido mulherada? Seguindo então.

carencia

Diante da história desta mulher, eu refleti, por alguns dias, sobre o que não só ela está fazendo, mas sobre o que muitas mulheres fazem com suas vidas. Muitas mulheres engatam um relacionamento no outro, não são tempo a si mesmas, buscam alucinadamente parceiros noite afora e acabam entrando em sérios apuros, que muitas vezes podem arruinar vidas inteiras.

Woman listening to earphones by coffee shop

Célia, uma moça que trabalhou comigo, ao se divorciar após 15 anos de casamento me disse:__Preciso ficar sozinha, simplesmente não sei mais quem sou eu, não sei mais o que gosto de comer, de ler, de assistir, de fazer, preciso de muito tempo para voltar a ser eu mesma. Fiquei assutada, mas não quis adentrar mais profundamente na intimidade dela e perguntar qual era o tipo de relacionamento que ela tinha com o ex-marido. O fato é: Quando se sai de um relacionamento longo é preciso tempo para se redescobrir, para voltar a sia, aos poucos. Algumas pessoas, mesmo estando em ótimos relacionamentos podem ficar despersonalizadas de tal forma que mudam sua personalidade. Muitas vezes tolhidas pelo outro ou por si mesmas. O relacionamento saudável é aquele onde a individualidade resta preservada, mesmo diante de tanta divisão e concessão, mesmo diante de tanta companhia, mesmo misturando a vida de duas pessoas.

Young female on copper cycle

Se você é o tipo de mulher que não consegue ficar sozinha, pense bem, qual é o seu problema? Não gosta da sua companhia? Tem medo de ficar sozinha? De não te quererem? Tem baixa autoestima? É muito carente? Porque?

carencia10

Você é a primeira pessoa que deve apreciar sua companhia ao máximo. Ficar sozinha é um delicia, e ter o outro em momentos específicos também é uma delícia. Mas para ter o outro com você você deve primeiro se amar, se entender, se gostar e ai sim, tenha certeza que se você estiver bem consigo mesma, você atrairá pessoas também muito bem resolvidas para você. Para que precisamos de um homem, me diz? A não ser que ele complemente sua vida, adicione, torne a sua vida ainda melhor do que ela já é, eu sinceramente, acredito que não vale a pena se relacionar. Então para que mulherada, ficar procurando uma muleta para se escorar, vocês não conseguem ser feliz sozinhas?

carencia 3

Atualmente existe uma síndrome  da carência, da baixo estima, da falta de amor próprio e da falta do autoconhecimento. Mulherada, é preciso se conhecer melhor, saber quem é você antes de se apresentar e se envolver com outra pessoa.

carencia 2

Vamos nos cuidar, nos amar e ser feliz, esse deve ser nosso objetivo, que precisamos alcáçar primeiro dentro de nós, juntos de nós mesmas, o resto vem depois.

FacebookWhatsApp

Comentários

Comentário